logo

Início > Geral >

Artesãos mostram habilidades manuais em feira no Espaço Cultural

22 de dezembro de 2017 Foto: Walter Rafael / Divulgação - Secom-PB



 

A criatividade com a manipulação de peças – itens de decoração, bijuterias, brinquedos e outros tipos – estão em exposição e venda na 1ª Feira Natalina das Habilidades Manuais do Programa de Artesanato da Paraíba, que foi aberta na quinta-feira e se encerra neste sábado (23), no Espaço Cultural José Lins do Rego. São 103 artesãos de João Pessoa, Campina Grande e Guarabira.

Outra atração da Feira são as apresentações culturais voltadas para o público infantil e a presença do Papai Noel. O horário de visitação é das 15h30 às 20h.

“As habilidades manuais têm o diferencial da originalidade, produtos feitos de forma muito peculiar pelos artesãos, o que tem conquistado as pessoas que visitam nossas feiras”, disse a gestora do PAP, Lu Maia. Habilidade manuais é uma tipologia que vem crescendo entre os artistas da Paraíba.

Expectativa

A arquiteta Valéria Antunes aprendeu a confeccionar acessórios utilizando como matérias-primas o sisal e o rami ainda em Ipameri, interior do estado de Goiás. Ela vê a Feira das Habilidades Manuais como uma vitrine: “É o reconhecimento do nosso trabalho e uma excelente oportunidade não apenas para os turistas, mas também para o consumidor local, principalmente nesta época do ano”, afirmou.

Lu Maia: “Essa é uma tipologia que está crescendo”

A artesã Raimunda Soares, de João Pessoa, utiliza as técnicas de vagonite em fita e vagonite em linha para confeccionar panos de prato. “São produtos feitos por mim e pelos colegas com muita originalidade, carinho e qualidade”.

Castor Morgado aprendeu com um coreano, há quase 50 anos, a confeccionar joias utilizando aço cirúrgico. “Esses eventos promovidos pelo Programa do Artesanato paraibano representam uma excelente oportunidade para quem já está na estrada há muito tempo e também para quem está começando”, disse.

“Percebo que são produtos elaborados com muita criatividade e de forma muito peculiar, aproximando a cultura da população”, disse a estudante Maria Clara Meira.

(Da Redação, com Secom-PB)

 

 

 

 

 

CATÁLOGO DE PROFISSIONAIS

Quem sabe fazer sua festa

logo