logo

Início > Mercado da Festa >

Clã dos Medeiros canta e encanta dedilhando a sanfona

02 de junho de 2015



familia na sanfona (2)Na família Medeiros, em Campina Grande, a música é uma herança passada de pai para filho. Na casa de Seu Severino, 72 anos – o patriarca – quatro dos oito filhos tocam sanfona. Lá, aprender esse instrumento, símbolo do Nordeste, é quase como conhecer o bê-a-bá. Mas a arte de dedilhar a sanfona surge naturalmente. O dom de tocar é nato. Também é fácil dominar o triângulo e a zabumba. E assim, filhos, netos, sobrinhos, primos, vão formando trios e tocando forró pelo Brasil afora.

É no bairro do Alto Branco – de onde se avista Campina, berço do Maior São João do Mundo – o reduto dos Medeiros. “Toco sanfona desde os 17 anos. Eu tenho história pra lascar ‘as banda’”, sorrir Severino Medeiros. Ele é remanescente de uma geração de músicos que se destacou por valorizar a cultura nordestina e o acordeom.

Músico e arranjador de primeira, já trabalhou ou tocou com grandes nomes da música nordestina, ícones da cultura forrozeira, como Dominguinhos, Elba Ramalho, Antônio Barros e Cecéu, Marinês, Anastácia, Jackson do Pandeiro, Genival Lacerda, Biliu de Campina e tantos outros. Ele conta que já tem cerca de 70 músicas gravadas por vários cantores, entre eles, Amazan, Capilé e Luizinho Calixto.

Quando perguntamos como aprendeu sanfona, ele foi enfático: “Aprendi na doida, sozinho mesmo!”, responde Seu Severino, soltando uma gargalhada e ajeitando seu chapéu branco, que se tornou sua marca. O músico também já integrou a orquestra sanfônica. Analfabeto, ele toca de ouvido, dá aulas de música e também domina violão, cavaquinho e pandeiro.

O sofá da casa dele ficou pequeno para tantas recordações: matérias de jornal, revistas, fotografias antigas com artistas como Dominguinhos, Antônio Barros e Cecéu, Elba Ramalho e tantos outros confirmam que Severino Medeiros é um verdadeiro ‘Mestre na Sanfona’.

 

[nggallery id=6 template=”sliderview”]
Prêmios

Com os filhos, Severino Medeiros montou um estúdio no bairro onde mora. A família coleciona prêmios conquistados em festivais pelo País. “Ele é analfabeto, mas professor em música. É meu orgulho”, declara um dos filhos de Seu Severino, o sanfoneiro Carlos Ananias Medeiros​, 31 anos.

Ananias integra o trio “Os Cabras de Lampião”, vencedor do 1º Festival de Trios de Forró do Maior São João do Mundo, promovido, este ano, pela Prefeitura de Campina Grande, cuja final aconteceu no dia 15 de maio. Ele disputou com outros 70 trios.

Durante o dia, na semana, Ananias é um trabalhador simples, é operador de máquinas em uma empresa de aço de Campina Grande. Mas à noite, ele opera sua sanfona com maestria.

“Ensaiamos 15 dias todo dia. Chegava cansado do trabalho, mas ainda íamos ensaiar. Essa vitória é de todos os forrozeiros, pois não é fácil segurar essa bandeira”, revela Ananias, que dá aula de sanfona junto com o pai.

Umas das músicas apresentadas na final do festival (‘Até o sol raiar’) é de autoria de Ananias e do irmão Dilsinho Medeiros, 35 anos, que também toca zabumba, triângulo e canta.

Ananias e Dilsinho conquistaram o 4º lugar nacional (em 2012) no Festival Nacional de Forró em Itaúnas (ES), com a música ‘Quero minha vida na tua’. Este ano, Dilsinho lançará outro CD com músicas de sua autoria.

familia na sanfona (1)

Outros irmãos com o dom

Além de Ananias, os outros filhos de Seu Severino que tocam sanfona são Adriano Moreno, Amilton e Ailton Medeiros, que é o mais velho e dirige o estúdio. “Também temos primos, como Luiz e Onilson, que tocam acordeom”, acrescenta Ananias. O talento da família não para por aí. As netas de Seu Severino, Deisy e Gleyce, cantam, tocam zabumba e triângulo.

Adriano Moreno faz parte do trio ‘Herdeiros do Forró’ e ainda tem outro talento: faz tela e eletrifica sanfona. “Quando era pequeno, pegava a sanfona de pai escondido. E assim aprendi. Depois ele me deu umas dicas”, conta Adriano.

Essa “safra” de sanfoneiros foi boa, graças a Seu Medeiros. O segredo? “Tocar por amor”, conclui o músico.(Por Henriqueta Santiago e José Carlos dos Anjos)

CATÁLOGO DE PROFISSIONAIS

Quem sabe fazer sua festa

logo