logo

Início > Geral >

Encontro comemora 30 anos do movimento Catuipe no DCE

02 de fevereiro de 2018 Foto: Arquivo / Movimento Catuipe

Congresso Interno dos Estudantes da UFPB, em 1989

 

Dia de eleição (29 de novembro de 1988), urna de Psicologia

Um evento cultural vai marcar a comemoração dos 30 anos da gestão Catuipe no Diretório Central dos Estudantes da UFPB. Lideranças estudantis que compuseram esta chapa vão se reunir neste sábado (3) no Atelier Multicultural de Elionai Gomes, na Ladeira da Borborema, no Centro Histórico de João Pessoa.

O movimento Catuipe surgiu em 1988 na UFPB e reuniu estudantes de diversas tendências do movimento universitário da época, tais como as petistas ‘Caminhando’, ‘Democracia Socialista’ e ‘Causa Operária’, os militantes do Partido da Libertação Proletária (PLP), os estudantes ligados ao líder comunista Luiz Carlos Prestes, a Pastoral Universitária, o Partido Comunista Brasileiro (PCB), independentes e até anarquistas.

Conselho de Entidades de Base (Coeb), em 1989

Do movimento Catuipe surgiram muitas personalidades conhecidas da vida política e social paraibana e nos movimentos sociais, a exemplo do hoje chefe de gabinete do Governo do Estado, Nonato Bandeira; do sindicalista e dirigente do PSTU na Paraíba, Antônio Radical; do advogado e ex-superintendente da Emlur, Anselmo Castilho, do juiz de direito da comarca de Alagoa Grande, Jackson Guimarães; da jornalista e editora da TV Cabo Branco, Jô Vital; da ex-assessora do Ministério da Igualdade Racial dos governos Lula e Dilma, Olanise Santos; do médico e sindicalista Tarcísio Campos e do jornalista Marcus Alves, ex-secretário de comunicação da capital.

A chapa Catuipe disputou a eleição do DCE UFPB em 1988, sendo encabeçada pelo então estudante de Comunicação Social, Éder Dantas, hoje professor universitário e ex-secretário de Transparência Pública de João Pessoa.

Os membros da Catuipe derrotaram a chapa ‘Solte a Voz’, lançada pela corrente ‘Viração’ (que reunia estudantes do PCdoB e seus aliados) e que foi encabeçada pelo então estudante de medicina, Lindberg Farias, que posteriormente foi presidente da UNE e líder do movimento dos ‘cara-pintadas’ e que hoje é senador pelo Rio de Janeiro.

O evento contará com muita música (especialmente do final dos anos 1980), performances teatrais, recital de poesias, apresentação de um video sobre o Movimento Catuipe, homenagens a pessoas que marcaram a época, como o ativista cultural João Balula.

Congresso Interno, em 1989

Serviço:

30 anos do movimento Catuipe

3/2 | 17h | Atelier Multicultural de Elionai Gomes, na Ladeira da Borborema | João Pessoa-PB

(Da assessoria do evento)

CATÁLOGO DE PROFISSIONAIS

Quem sabe fazer sua festa

logo