logo

Início > Eventos >

‘Jacaré’ abraça novamente o Açude Velho nesta terça

12 de fevereiro de 2018 Foto: Reprodução / Facebook do bloco



 

Poucos já viram, mas garantem que ele existe. Para desfazer qualquer dúvida, ele vai estar hoje na avenida, provocando passos e contrapassos, fortalecendo em grande estilo o guerreiro carnaval de rua de Campina Grande nesta terça-feira (13).

Na real, o jacaré que habita (ou habitou as água do principal açude de Campina, foi a inspiração do bloco ‘Jacaré do Açude Velho’, que desfila pela oitava vez.

A concentração será a partir das 13h, em frente à ACI. A festa começa com apresentação do Boi Maravilha do Santa Rosa, mas no palco, o esquenta fica sob a responsabilidade da banda Mantra de Rua.

Pela programação, às 16h o arrasto segue puxado pelo Maestro Jomar & Orquestra Jovens da Borborema, fazendo um giro pelo Açude Velho, lar da ‘criatura sagrada’ desse bloco simpático e irreverente – aliás como o carnaval tem que ser.

Após o ‘abraço ao açude’, a energia do cantor Carlos Perê recebe os foliões novamente no palco. Segundo a direção do bloco, os ‘sobreviventes’ da maratona ainda poderão se esbaldar com sets do DJ Rony Soares.

“Quem acredita no jacaré já tá dentro, quem não, vai lá pra tirar a dúvida”, diz a diretoria, que é formada pelo presidente Cândido Freire e pelos diretores Georgia Araújo, Núbia Rodrigues e Sávio Bandeira.

 

(Da Redação)

O histórico do bloco

Há décadas existe uma lenda urbana que é sinônimo de diversão entre os que visitam Campina Grande. A lenda em questão, é uma família de jacarés que habita o açude. O animal carinhosamente recebeu da população local o nome de “Jacaré do Açude Velho”.

Assim como o Jacaré do Açude Velho faz parte do folclore, há décadas, ,Campina Grande perdeu uma das festas mais tradicionais do Brasil e do Mundo: o Carnaval. A cidade, em época festiva, perdeu sua meca turística, que foi transferida para cidades circunvizinhas, onde os próprios cidadãos daqui preferem passar o período.

Em 2011 um grupo de amigos fundou o Bloco do Jacaré do Açude Velho. Inspirados no mito do misterioso Monstro do Lago Ness e utilizando-se da lenda urbana local, o réptil carnavalesco ao invés de assustar, diverte e promove nas terças-feiras de carnaval um verdadeiro revival histórico às margens do açude.

O Bloco Jacaré do Açude Velho que iniciou com 30 foliões em 2011, no ano de 2017 trouxe para as margens do açude velho em torno de 25.000 foliões, consagrando-se como o maior bloco do período carnavalesco, trazendo brilho, alegria, boa música e muita folia. Além de congregar e unir todos os blocos que saem nas semanas pré e pós carnaval. Hoje somos o Bloco que resgatou os carnavais tradição de Campina Grande. (Texto do próprio bloco)

 

CATÁLOGO DE PROFISSIONAIS

Quem sabe fazer sua festa

logo