logo

Início > Geral >

Os 3 do Nordeste fazem primeiro show com nova formação

25 de março de 2017 Foto: Snides Caldas / Festar

Os 3 do Nordeste chegam ao Mororó para a coletiva de imprensa: teste de luxo para afastar ansiedade

 

Os 3 do Nordeste fazem neste domingo (26) um show no Festival de Forró Pizêro Carioca, no Rio de Janeiro, a primeira apresentação desde que o grupo trocou a formação, agora com Luca (zabumba), Tinho (vocal) e Pingo (sanfona). O evento do qual os paraibanos participam começa neste sábado (25) no Sítio das Pedras (Estrada dos Bandeirantes), com 22 atrações.

O trio se apresenta durante lançamento da nova formação, no Bar Mororó

O trio, um dos mais tradicionais do país, leva na bagagem um repertório que viaja por antigas composições, ainda das fases iniciais do grupo, a exemplo da canção ‘O troco’ (Pinto do Acordeon e Aécio Nóbrega). O objetivo é brinda o público carioca com músicas que, embora não tão tocadas como os grandes sucesso, se revestem de grande importância na discografia dos 3 do Nordeste.

No dia 18 desse mês, o trio promoveu uma coletiva de imprensa no Bar Mororó, em Campina Grande, onde reuniu também empresários e gente do meio. O objetivo foi apresentar a nova formação do grupo, que vem em ebulição desde o princípio de agosto, após a morte do zabumbeiro Parafuso, durante turnê na Europa.

Carlos Albuquerque Melo, o Parafuso, era o último dos integrantes da primeira formação do trio. Com sua morte, quem assumiu a zabumba foi seu filho Luiz Carlos.

Pouco mais de dois meses depois, o vocalista Deda Silva e o sanfoneira Hedran Barreto anunciaram a saída do grupo para formar o Forró D2. O grupo teve que se reinventar e convocou Tinho e Pingo para as vagas.

Mais aliviado após lançamento, trio deu entrevista ao Festar

Expectativa era grande

No primeiro encontro com a imprensa e potenciais patrocinadores, o trio mostrou que o “peso da camisa” não foi tão sentido assim. Músicos já tarimbados, Luca, Tinho e Pingo tocaram um forró animado, carregado com canções antigas do trio e, sobretudo, bem executado.

“Havia um peso grande por causa da expectativa, uma certa ansiedade em relação à recepção que teríamos”, contou Tinho em entrevista ao blog. “Mas a repercussão foi muito boa. Recebemos mensagens maravilhosas e vimos que as pessoas gostaram do que viram”, disse ele, agora mais aliviado.

De certa forma, a canja que o trio deu ao seleto público que esteve no Mororó no dia 18 desse mês foi como um teste de luxo. E deu certo. Os 3 do Nordeste estão de volta. E mais vivos que nunca.

 

(Da Redação)

CATÁLOGO DE PROFISSIONAIS

Quem sabe fazer sua festa

logo