logo

Início > Opinião >

Os anos 90 estão de volta! Ao menos para os videogames

17 de agosto de 2016



 

Por João Mendes

Os anos 90 voltaram. A época mais icônica da cultura gamer parece ser o tema que deve definir a indústria de videogames nos próximos anos. Quem foi criança ou adolescente durante a década que encerrou o século passado, conviveu com muitos ícones históricos dos videogames. Foi um tempo onde mais se difundiu o acesso a jogos no país, e quando nasceram ou se popularizaram algumas figuras que marcaram a cara dos jogos para sempre.

Aparentemente, quase vinte anos depois, esses mesmos ícones parecem estar voltando, e estão trazendo consoles com eles. A nostalgia é a regra do negócio no mundo dos jogos digitais.

A jogada é inteligente. Apostar no sentimento da geração que cresceu com uma faceta de cultura que nem sempre pode aproveitar por serem crianças e não terem dinheiro. Hoje, essas crianças são adultos, financeiramente independentes e detentores do poder aquisitivo que está sendo contagiado pelo ressurgimento dos ícones de seu passado.

Buscando o lucro do futuro e do presente, as desenvolvedoras estão olhando para o passado, e revivendo seus maiores acertos. Essa mensagem ficou clara durante diversos painéis da E3 2016. Novas versões de jogos antigos, e até consoles, ganharam destaque e estão chegando com tudo para mais uma vez tomar o mercado.

A Nintendo parece ser a cabeça, ou ao menos a mais ousada, das empresas a embarcarem nessa onda, trazendo de volta o NES, que vendeu mais de 60 milhões de unidades em sua época, em uma versão comemorativa, em miniatura, o NES Classic Edition.

O console estará disponível lá fora a partir de 11 de novembro e virá com jogos clássicos embutidos, como Super Mario Bros, 1.2 e 3, Final Fantasy e Pac-Man. Mas não é a toa que a empresa está na vanguarda desse movimento nostálgico.

Eles já deixaram claro que não pretendem competir na corrida dos gráficos, anos atrás. O resultado é que sempre vem inovando através de outros conceitos, como a jogabilidade que mudou o mundo quando o Wii foi lançado. Apesar da posição dianteira, a Nintendo não é a única.

O tão amado Crash Bandicoot deve retornar ao Playstation 4, com versões remasterizadas dos jogos antigos e possíveis jogos novos, além do clássico da Sega, Sonic, estar de volta às origens em um jogo de plataforma 2D.

No ano passado, a Microsoft já havia anunciado que o Xbox One seria compatível com jogos do, agora antigo e nostálgico, Xbox 360. E a própria Nintendo anunciou o remaster de Final Fantasy VII, tão amado pelos fãs noventistas.

Enquanto algumas empresas correm atrás da realidade virtual, uma grande fatia do mercado busca abraçar o passado. Pokemon Go está ai para mostrar o peso da nostalgia, literalmente parando cidades.

É interessante ficar de olho no mercado. Muitas ideias boas estão voltando à pauta, e o poder aquisitivo está nas mãos de uma geração que amou sua infância, de tal modo que a nostalgia é um dos pilares da cultura nerd e gamer da atualidade – e cada vez mais conquista o status da própria cultura pop. Bem vindo aos anos 90! De novo.

A UZ Games

É a maior e mais tradicional rede de franquia especializada em games do país. Fundada em 1984, a empresa possui mais de 65 unidades espalhadas em todas as regiões do Brasil. A companhia se posiciona como a melhor opção em entretenimento por ser uma profunda conhecedora do mercado e do perfil do gamer brasileiro. Suas parcerias com desenvolvedoras garantem a distribuição de lançamentos em tempo recorde, colocando o país na vanguarda mundial do mercado de games. (www.uzgames.com.br)

 

(*) João Mendes é Diretor de Operações da UZ Games.

 

VEJA TAMBÉM:

http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2016/08/atari-ganha-versao-portatil-e-console-com-101-jogos.html

 

CATÁLOGO DE PROFISSIONAIS

Quem sabe fazer sua festa

logo