logo

Início > Teatro >

Teatro Severino Cabral, o palco de Campina, comemora 54 anos

16 de novembro de 2017 Foto: Divulgação



 

Clássicos do teatro, símbolos da música, ícones da dança e abrigo das mais importantes manifestações artísticas. Tudo isso, credencia o Teatro Municipal Severino Cabral como a mais destacada casa de espetáculos de Campina Grande.

Contudo, o nosso Municipal é muito mais que isso. De vitrine das artes, transbordou suas funções, tornando-se energia propulsora da criação, formação, produção e difusão das várias linguagens artísticas, graças à adoção de políticas multiplicadoras, iniciadas em 2014.

Junto a Associação Amigos do Teatro Municipal Severino Cabral e o Balé Cidade de Campina Grande, tem intensificado a expansão de oferta de cursos, em várias áreas, atendendo as carências de iniciantes e veteranos.

Além dos habituais cursos, costumeiramente oferecidos, a gestão atual do TMSC, na pessoa de Erasmo Rafael, vem alargando seu raio de atuação, apostando na promoção de exposições de artes visuais, de seminários, de debates, de cursos e de workshops, ocupando todos os seus espaços, antes obsoletos. Assim, o palco principal, passando pela Galeria de Artes Irene Medeiros, até o seu hall de entrada, vem sendo igualmente ocupados.

Merecedores de igual registro são os projetos Campanha de Popularização do Teatro e Dança, Quartas Acústicas, Semana de Aniversário do Teatro Municipal Severino Cabral, Dia Mundial do Teatro, Mostra Campinense de Dança, Exposições Permanente na Galeria de Artes Irene Medeiros e Hall Principal, Mostra de Cinema no Cine Clube Luci Pereira, Domingo no Teatro Municipal e os Projetos Sociais Dança Cidadã e Homens na Dança.

Programação especial

Para comemorar a data uma programação recheada de arte, dança, espetáculos teatrais, oficinas e uma exposição que teve início último dia 8. História de um povo, da campinense Zilene Neiva, tem ênfase em contar a história do povo cigano. Suas origens, percurso e trajetória pelo mundo. É composta por 30 telas a óleo, em diversos tamanhos, no estilo acadêmico e também em estilo impressionista. A exposição fica em cartaz na Galeria de Artes Irene Medeiros até o dia 30 de novembro.

No domingo dia 19, várias oficinas estarão acontecendo, gratuitamente, na Sala Paulo Pontes, na Casa de Espetáculos, das 09h às 13h. Tendo início pela Oficina Masterclass de Violino, com Ângela Perazzo da Nóbrega; seguidos de Violão com Jorge Ribbas, Canto com Lemuel Guerra, Bateria com Beto Cabeça Arruda Silva, Trombone com Cledilson Tadeu do Rêgo Silva e Sanfona com João Batista.

Na terça-feira, dia 28 de novembro haverá a apresentação do Quarteto a Pedra do Reino, de Campina Grande/PB, uma realização do Concerto Didático do SESI da Paraíba. O evento será às 20 horas, no Palco Principal do Severino Cabral. Ainda na terça, às 20h30, se apresenta o Grupo Trompetearte da Escola de Música da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Na quarta-feira (29), às 20h, os campinenses serão presenteados com o espetáculo Metal, do Balé Cidade de Campina Grande, com coreografia do carioca Rafael Gomes.

E no dia do aniversário do Teatro Municipal Severino Cabral (30) a Companhia Teatral Referência Cênica, de Monteiro/PB, apresenta o espetáculo Brincante, às 16h, na Sala Paulo Pontes. Às 20h, no palco principal se apresenta o Remo Produções Artísticas, de Recife/PE, com o espetáculo Rei Lear, direção de Moacir Chaves, do Rio de Janeiro, um espetáculo em circulação com incentivo do Funcultura/Secretaria de Cultura/Fundarpe/Governo de Pernambuco.

Oportunidade a todos

“Queremos ver a família no teatro, queremos oportunizar os que nunca entraram no Municipal para assistir a uma apresentação, por isso opções diversas para que pessoas que gostam de dança, música, teatro, possam vir ao Templo das Artes. Nossa programação é gratuita porque o Teatro Severino Cabral carinhosamente agradece aos campinenses todo o carinho que eles têm pelo espaço, o orgulho de ter um dos melhores teatros do país, de saber que por este palco passaram grandes nomes das artes brasileiras, mas também passou o amigo, a amiga, o vizinho bailarino, o professor cantor, a menina da rua que pinta quadros. Este é nosso foco, oportunizar as pessoas que não conseguem mostrar seu trabalho um local para expressar sua arte. Por isso tantos e tão bons projetos populares, a preços populares, estão sendo desenvolvidos. Parabéns Municipal, vida longa. Aos seus 54 anos, mas vigorosamente rejuvenescido, o Teatro Municipal Severino Cabral passeia confortavelmente, sem nenhuma dúvida, Muito Além da Ribalta!”, disse o diretor Erasmo Rafael.

(Da assessoria do teatro)

CATÁLOGO DE PROFISSIONAIS

Quem sabe fazer sua festa

logo